Corrida Pode Evitar Câncer de Próstata

Categoria: Colunistas Publicado: Sexta, 23 Maio 2014 Escrito por Luiz Carlos Moraes

O grande temor dos homens é o câncer de próstata que tem um forte potencial genético. Entretanto, a revista "Medicine & Science in Sports & Exercise” publicou na edição de outubro de 2008 um estudo mostrando que a corrida de dez quilômetros pode evitar o câncer de próstata em homens acima dos 50 anos. Ficou comprovado que quanto mais rápido e melhor condicionados são esses corredores mais se evita o crescimento benigno da próstata. O estudo envolveu mais de 28 mil homens durante oito anos tornando o estudo não desprezível.

Até hoje o assunto estava mais no campo da especulação porque vários médicos já haviam observado que corredores de média e longa duração têm menos câncer de próstata do que o mesmo grupo de homens sedentários e não sabiam o porquê. Agora tem estudo e não é uma simples coincidência. Embora a pesquisa tenha sido feita com corredores já se sabe que qualquer atividade aeróbia de moderada a alta intensidade tem o mesmo benefício.

 

O álibi mais forte servindo à afirmação de que o exercício pode evitar todos os tipos de câncer menos o de pele é que o exercício aproveite melhor a energia e os extratos metabólicos provocando uma reação às ações dos carcinógenos exatamente porque há um grande reforço do sistema imunológico. Ou seja, os carcinógenos que são a matéria prima do câncer ficam sem comida. Especula-se ainda que o próprio movimento biomecânico da corrida possa massagear toda a região pélvica incluindo a próstata e com isso impedindo o desenvolvimento mesmo de forma benigna do órgão. Pelo sim pelo não, o certo é que o índice de corredores fundistas com mais de 50 anos acometidos pelo mal em questão é baixo.

Há casos em que o exercício não consegue evitar o surgimento do câncer, mas já se sabe que pode amenizar as conseqüências do tratamento, uma delas a fadiga muito comum após sessões de quimioterapia. O exercício físico leve a moderado nessa fase aumenta o apetite, a auto-estima, diminui as náuseas e o tempo da fase aguda dessa fadiga. O único tipo de câncer que o exercício não evita é o de pele. Contra ele continue usando o filtro solar.

Simples assim. O câncer se alimenta de açúcar e oxigênio exatamente do que o corpo precisa durante o exercício. Ou seja, o exercício rouba o alimento do câncer. Portanto, corra mesmo que seja por medo da doença. Comece agora. Já!
Gostou desse artigo? Compartilhe.

Luiz Carlos de Moraes
Profissional de Educação Física

Acessos: 1309

Comentários   

0 #1 Victor Amaral 29-09-2014 14:49
Adorei muito ! :lol:
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar